Email Verification & Marketing

Presente, passado e futuro – O que vimos no mundo do email?

minute read

Post Image

Recentemente criei um conteúdo muito bacana que compartilhei com todos no webinar Passado, presente e futuro – 50 anos do e-mail, onde falei sobre como e-mail chegou até os dias de hoje após quase meio século de existência (A idade do e-mail – Validity BR). Recomendo que assistam o webinar pois está repleto de informações sobre como surgiu a internet no Brasil, os primeiros serviços de e-mail e como as redes sociais contribuíram com o crescimento do spam e phishing. 

Parte do conteúdo do webinar tem foco em um passado mais recente, mais precisamente Janeiro à Novembro de 2021. E o que esses últimos 11 meses nos mostrou? O que é possível aprender com os padrões e métricas do e-mail sobre a Black Friday? A pandemia e outros acontecimentos também podem ter influência nos padrões observados. Colocando esses fatos em perspectiva eu abordei algumas possibilidades de tendências que também irei compartilhar com vocês. Vamos nessa! 

E-mail em 2021 – Volume, entregabilidade, tendências, Black Friday 

Este ano também foi fortemente afetado pela pandemia devido ao Covid-19. A retração da pandemia devido à vacinação possibilitou a redução das restrições e consequentemente a reabertura das lojas físicas, serviços e turismo. Esses foram setores fortemente afetados e que tiveram que se reinventar nos últimos anos, algumas tendo que vender exclusivamente por meios digitais em pouco tempo. Este cenário pode explicar o crescimento do volume de e-mail e de spamtraps que vimos em Novembro 2020 e em outros momentos ao longo deste ano. 

Vimos um padrão de crescimento de volume nas semanas que antecedem a Black Friday e salto de 70% do volume médio de e-mail durante na data em si, um aumento de 4% em comparação com o ano anterior. Essa intensificação geralmente acontece em razão do aumento dos disparos, seja para os mesmos destinatários (aumento de frequência) ou para destinatários já existentes, mas que não estavam recebendo mensagens (envio para base inativa). Ambas as estratégias possuem vantagens e desvantagens. 

Analisando as demais métricas vimos que a taxa de entrega na caixa de entrada não foi tão impactada durante esta Black Friday, apresentando uma leve tendência de queda, porém se mantendo na média global de 85% apesar do imenso pico de volume. Taxas de engajamento do destinatário também apresentaram mudanças. Temos observado uma taxa de abertura um tanto quanto inflada desde o lançamento do Mail Privacy Protection (MPP) da Apple em Setembro deste ano, assim como uma taxa de clique estagnada. Porém vimos uma redução delas durante a Black Friday, com a taxa de abertura ainda acima da média e a taxa de clique com uma redução de cerca de 1%. 

Este padrão de aumento de volume sem influência na métrica de spamtraps aponta disparos para listas contendo destinatários existentes, possivelmente aumentando a frequência de campanhas de e-mail marketing. A queda na taxa de clique contribui para esta hipótese, sintoma decorrente de listas fatigadas de tanto receber campanhas. O aumento nos votos Junk do Microsoft SRD e de solicitações de descadastramento que vimos durante a semana da Black Friday reforça mais esta possibilidade, posso apenas ter esperança que muitos tenham aplicado algumas das dicas que demos para vencer na Black Friday. 

E o que está por vir? 

Além dos números e tendências, o ano de 2021 foi marcado por outros acontecimentos importantes, e destaco os mais importantes: 

Essas 4 notícias mostram um cenário onde o e-mail continua relevante e com um grande potencial de ROI. Há também um movimento em direção ao uso responsável de dados pessoais para ações de e-mail, através da transparência e responsabilidade, seja por meio do BIMI, de mecanismos mais restritivos da Apple ou de leis. 

Quem sabe veremos em breve outros provedores de e-mail realizando um pré-carregamento das imagens à la MPP da Apple? Ou quem sabe veremos uma mudança de maneira preventiva, onde taxas de abertura sejam desconsideradas como confiáveis em identificar destinatários engajados? 

Seja como for, isso só destaca a importância de que é necessário monitorar a entregabilidade de suas campanhas de e-mail marketing, tal como o Everest da Validity. Esteja preparado!