Email Verification & Marketing

Guia do Iniciante para o Uso de Domínios em E-mail Marketing

minute read

Post Image

Imagine que você está andando pelo corredor de refrigerantes no supermercado. Ao procurar uma bebida saborosa, você vê uma garrafa de refrigerante conhecido na cor marrom com um rótulo de plástico vermelho. 

Sem pensar, você para e pega. Bum! Esse é o poder da marca. 

A marca de uma empresa é o seu ativo mais valioso. Basta olhar para a Apple, cujo valor da marca é estimado em US$ 241 bilhões. 

E uma parte fundamental de qualquer estratégia de branding bem-sucedida é o nome de domínio de uma empresa. 

O nome de domínio da sua empresa ajuda as pessoas a reconhecerem o seu site e endereço de e-mail e serve como seu representante, tanto online quanto na caixa de entrada. 

A maioria das marcas tem sites que as pessoas podem visitar para fazer compras e encontrar mais informações sobre os seus negócios. A maioria também se comunica diretamente com prospects e clientes por e-mail. Um nome de domínio que as pessoas possam ler e lembrar é o vínculo mais importante entre os dois canais. 

Como essa área pode ser técnica e um pouco confusa, vamos mergulhar em algumas considerações importantes para ajudar os profissionais de e-mail marketing que formulam a estratégia de domínio, incluindo qual tipo de domínio escolher, como usar seu domínio para reforçar a sua marca e como proteger o seu domínio contra ameaças cibernéticas. 

O que é um nome de domínio? 

Para ficar fácil, definiremos “domínio” (abreviação de nome de domínio) como “o que vem depois do @ no endereço de e-mail”. 

Usaremos nosso próprio site como exemplo: “Validity.com” é o domínio para o endereço “[email protected]”. 

Um nome de domínio é o endereço da Web de uma empresa ou o texto que os usuários da Web digitam em um navegador para acessar um determinado site. 

Ao olhar para um subdomínio, você verá uma configuração diferente com mais alguns pontos. Veja, por exemplo, “everest.validity.com”. Olhando para este endereço da web, sabemos que “everest” é um subdomínio do domínio pai “validity.com”. Portanto, a Validity tem um domínio chamado “validity.com” e um subdomínio chamado “everest.validity.com”. 

Um subdomínio permite que as empresas organizem seus sites em partes lógicas. Usando um subdomínio, as empresas podem separar conteúdo específico – como blogs ou lojas online – do resto do site. 

Os nomes de domínio e subdomínio aparecerão no endereço “De” das mensagens de e-mail. 

Os remetentes podem usar um domínio ou um subdomínio para enviar e-mails. É importante lembrar que o subdomínio de e-mail tem uma reputação de remetente separada daquela do domínio pai. 

Envio de e-mails do domínio do site da sua empresa 

Existem mais de 360 milhões de nomes de domínio em uso no momento – e milhares mais são registrados todos os dias. 

Se você planeja lançar um novo site, escolha sabiamente. Escolher um nome para a sua empresa pode ser difícil, e é sempre bom verificar se o domínio que você deseja já está registrado. (Para ter ajuda na escolha de um nome de domínio, use um gerador de nome de domínio gratuito). 

Para manter a sua marca consistente, o domínio usado no endereço “De” de uma mensagem de e-mail deve ser o mesmo que o nome de domínio do site, ou pelo menos um subdomínio dele. 

Um provedor de serviços de e-mail (ESP) normalmente será contratado para te ajudar a enviar campanhas de marketing do seu domínio ou escolher uma plataforma que permita configurar um subdomínio para enviar mensagens em nome da sua marca. 

Evite registrar um novo domínio apenas para enviar e-mail. Esta é (infelizmente) uma prática comum e nunca é uma boa ideia.  

Por exemplo, “mail-validity.com” seria um domínio primo (ou domínio parecido) de “validity.com”. Eles parecem semelhantes, mas podem ter sido registrados por duas empresas diferentes. 

O uso de domínios primos pode confundir assinantes e funcionários. 

Domínios primos, especialmente se usados para correspondências pontuais, podem parecer campanhas de phishing. Afinal, é exatamente isso que spammers e phishers fazem: falsificar um nome de domínio alterando-o apenas o suficiente para confundir os leitores. 

Como resultado, domínios primos podem levar a picos de reclamações de spam e e-mails bloqueados por provedores e-mail. 

E-mail marketing, branding e uso de domínio 

As mensagens enviadas por uma empresa devem ser facilmente reconhecidas quando aparecem na caixa de entrada. Além disso, os elementos do e-mail devem refletir a marca do remetente, incluindo o logotipo no cabeçalho, a paleta de cores e o estilo da mensagem. 

Como abordamos, o nome de domínio é outra parte importante do reforço da marca da sua empresa. 

Assinantes de e-mail, administradores de e-mail e algoritmos de filtragem vão depender da parte do domínio do endereço “De” para saber mais sobre o remetente. 

Dificultar para os assinantes lembrar ou encontrar informações sobre a marca que enviou a mensagem geralmente leva à frustração, cancelamentos de assinatura, reclamações de spam ou de golpes de phishing. 

Para evitar esses resultados negativos, é crucial que todas as partes sejam capazes de: 

  • Ver seu site ao colar o domínio na barra de endereços do navegador 
  • Lembrar de onde eles se inscreveram para receber as suas mensagens 
  • Ter informações básicas sobre o seu negócio 
  • Entrar em contato com o suporte, se necessário 
  • Receber uma resposta de uma pessoa de verdade se eles enviarem um e-mail para [email protected] ou [email protected] 

Garanta a entregabilidade ideal de e-mail 

O seu domínio pode desempenhar um papel fundamental na sua entregabilidade de e-mail, ou seja, na sua capacidade de chegar à caixa de entrada ao invés de ser bloqueado ou rotulado como spam. 

Para manter uma boa entregabilidade, os remetentes precisam assumir a responsabilidade pelo que enviam. Isso significa enviar conteúdo que as pessoas desejam receber, de um domínio e endereço de IP (ou endereços) que tenham boa reputação junto aos provedores de e-mail. 

Os provedores de e-mail usam o nome de domínio e o histórico como base para tomar as decisões de entrega. 

Em outras palavras, esses domínios ou IPs devem ser conhecidos por seguir as melhores práticas estabelecidas e não ter registro de comportamento semelhante ao spam. 

Se você atualmente envia campanhas de e-mail marketing, o seu domínio já tem uma reputação de remetente. Você pode verificar a reputação do remetente usando recursos como Sender Score, Google Postmaster Tools e Microsoft SNDS. 

Saiba que é muito mais fácil melhorar e manter a sua reputação do que construir uma nova do zero. 

Alguns remetentes tentarão construir uma nova reputação de remetente (ou apagar uma reputação ruim) simplesmente registrando um novo domínio. De um modo geral, isso não é uma boa ideia. 

Esses remetentes geralmente acabam transferindo as suas estratégias de e-mail problemáticas para um novo domínio. Portanto, fique com o que você tem e concentre-se em melhorar as suas práticas de envio. 

Proteja seu domínio contra ameaças cibernéticas 

Os provedores de e-mail devem garantir que os seus servidores de e-mail estejam funcionando e sejam capazes de receber mensagens. 

Infelizmente, eles também precisam lidar com spam, ataques de phishing e malware. 75% dos ataques cibernéticos começam com e-mail. Geralmente, são ataques generalizados que exigem infraestrutura de baixo custo e podem ser operados e automatizados por poucas pessoas. 

Esses spammers não se preocupam com a reputação do remetente e ignoram completamente a privacidade dos dados – uma configuração completamente diferente de como as empresas sérias executam os seus programas de e-mail marketing. 

O que remetentes com ótima reputação fazem de diferente? Que bom que você perguntou. 

Ao longo dos anos, protocolos de autenticação de e-mail foram criados para ajudar a confirmar e verificar a identidade dos remetentes de e-mail e para ajudar os remetentes a proteger os seus domínios contra ataques de phishing e spoofing. 

  • Para proteger o seu domínio, certifique-se de que: 
  • Seu domínio de envio tem um registro SPF definido como “-all” ou “~all” 
  • Suas mensagens são enviadas com assinatura DKIM com chave de 1028 bits ou superior 
  • Você tem um registro DMARC e monitora os relatórios enviados pelos provedores de e-mail para os endereços de e-mail configurados nas tags “rua=”. 

Pessoalmente, gosto de usar o Everest para monitorar relatórios DMARC e outros protocolos de autenticação. 

Estas são os pilares de fundação. A partir daí, cabe aos remetentes fazer o trabalho pesado para proteger os seus domínios de agentes mal-intencionados. 

Conclusão 

Vamos recapitular o que aprendemos. As mensagens de e-mail incluem o nome de domínio da empresa, que é o nome que lembramos quando visitamos um site, como valid.com ou senderscore.com. 

No e-mail, o domínio faz parte do endereço “De”. Alguns remetentes usarão um subdomínio, como everest.validity.com. 

A estratégia de domínio de um remetente pode afetar sua identidade de marca, entregabilidade de e-mail e segurança cibernética. 

Além disso, o domínio é um aspecto fundamental da reputação do remetente. 

Para aprender outros componentes de construção e manutenção de uma reputação de remetente forte, baixe o All-in-One Sender Reputation Toolkit.