Atenção: recente anúncio do Gmail tem grandes implicações para seu programa de e-mail

No dia 9 de Fevereiro de 2016, o Google, o maior provedor de e-mail do mundo, anunciou que passará a ajudar os seus um bilhão de usuários mensais ativos do Gmail a distinguir mensagens boas de maliciosas (em inglês), mostrando-lhes se a identidade de um remetente pode ser confiável e se um e-mail pode ter sido adulterado ou visualizado em trânsito.

E-mail bom vs. e-mail ruim: o Gmail tira a dúvida para seus usuários.

Com efeito imediato, caso um usuário receba um e-mail enviado por um remetente que não criptografou sua mensagem utilizando a encriptação Transport Layer Security (TLS), o Gmail exibirá um ícone de cadeado quebrado na mensagem.

GIF-

Além disso, se um usuário receber uma mensagem que não possa ser autenticada pelo SPF (Sender Policy Framework) ou DKIM (DomainKeys Identified Mail), a foto de perfil ou avatar do remetente será substituída por um ponto de interrogação vermelho. Ao clicar nos ícones, o usuário obterá mais informações sobre a postura de autenticação do e-mail em sua caixa de entrada:

google 2

Esse anúncio tem implicações importantes para profissionais de marketing, que dependem do e-mail para gerar leads e receita de seus negócios.

O que isso significa para profissionais de marketing?
O e-mail é um canal de marketing fundamental, possuindo um ROI de, em média, US$38 para cada US$1 gasto (em inglês), e empresas atribuem 23% de suas vendas totais ao e-mail (em inglês). Por isso, 73% dos profissionais de marketing concordam que o e-mail marketing é essencial para seus negócios (em inglês).

Os novos recursos do Gmail estabelecem uma ligação direta entre a autenticação do e-mail e o engajamento do usuário – uma ligação com grande impacto para profissionais de marketing que, se não forem cuidadosos em relação à encriptação e autenticação de suas mensagens da maneira correta, poderão ter campanhas com mau desempenho, resultando em perda de leads, conversões e, em última análise, oportunidades de negócio.

O Google alertou seus usuários que, caso se deparem com os ícones de cadeado quebrado ou o ponto de interrogação vermelho, devem ser hesitantes ao responder ou clicar em links embutidos na mensagem. A mídia também emitiu avisos aos consumidores. O The Verge (em inglês), importante veículo norte-americano com notícias e novidades de tecnologia e rede de mídia, aconselhou usuários a “deletar imediatamente [mensagens não autenticadas]”. A orientação de outro relevante portal de tecnologia britânico, o The Inquirer (em inglês), é “Se você não gostar da aparência [de um e-mail], não se engage com ele”.

No futuro, e-mails que possuirem tais alertas poderão ser direcionados para pastas de spam ou, pior ainda, serem rejeitados pelos provedores de serviços de e-mail.

A solução está com o DMARC.
Implementar o DMARC (Domain-based Message Authentication Reporting and Conformance) é a melhor maneira para que empresas protejam seus clientes, marca, reputação, negócios, engajamento e entregabilidade de suas mensagens legítimas.

Assim como disse John Rae-Grant, Gerente de Produtos da Google, no release de aniversário do DMARC.org (em inglês), “Estamos nos movendo rapidamente em direção a um mundo em que todos os e-mails serão autenticados… Caso seu domínio não esteja protegido com o DMARC, você estará cada vez mais propenso a ver suas mensagens sendo entregues diretamente para pastas de spam ou rejeitadas”.

Através do DMARC, marcas podem determinar quais e-mails não estão passando pelas checagens de autenticação do SPF e/ou DKIM, e identificar como consertar tais problemas de autenticação. As seguintes etapas padronizadas irão ajudar a orientar todas as partes com a implementação completa ao longo do tempo.

4 passos da implementação do DMARC.
Passo 1: Selecione um domínio de envio. Pode ser seu domínio principal ou um sub-domínio que envie uma grande quantidade de e-mails.
Passo 2: Trabalhe com o administrador de seu servidor para adicionar seu registro do DMARC ao DNS.
Passo 3: Comece a receber relatórios do DMARC sobre seu domínio.
Passo 4: Entre em contato com sua equipe de Serviços para que possamos lhe ajudar a fazer com que seu ecossistema de e-mail faça sentido, rapidamente.

Tem interesse em mais conselhos sobre como as equipes de marketing e segurança podem ajudar-se para autenticar o canal de e-mail e proteger seu negócio? Faça o download do estudo “The Marketer’s Guide to Email Fraud” (em inglës).

Prev Next

minute read

Popular stories